top of page
  • Nômade

Educação Corporativa 4.0: o futuro do trabalho.

O modelo de aprendizagem otimiza o desenvolvimento das habilidades técnicas dos profissionais.


Muito se fala da educação corporativa como metodologia para aprimorar as competências e habilidades de um profissional. Mas como fazer isso em um momento de aceleração da digitalização dos negócios e das mudanças nos formatos e nas relações de trabalho? Estes e outros fatores têm contribuído para uma transformação também no modelo de aprendizagem. Surge, assim, a Educação Corporativa 4.0.



Entendendo a Educação Corporativa 4.0


Os multiformatos de modelo de trabalho (remoto, presencial, híbrido) impulsionaram o avanço da Educação Corporativa 4.0. Um modo de aprendizagem que contemple uma perspectiva integral do indivíduo. Ou seja, capaz de aliar conhecimento técnico, as hard skills, com aspectos comportamentais, as soft skills, possibilitando a evolução da pessoa como um todo.


Com a modalidade digital de aprendizagem, fica mais prático e ágil para o profissional aprimorar as suas skills. Se antes o processo de aprendizado era uma via de mão única, em que o professor explica e o aluno apenas recebe as informações de forma passiva, hoje é possível transformar o ensino em algo mais dinâmico, colaborativo, instigante e construtivo.


Os recursos tecnológicos estão disponíveis para transformar esta realidade. Com o uso da tecnologia, é possível incentivar o estudo de forma mais autônoma e construtiva por meio de plataformas especializadas para este contexto.


Empresas que investem neste tipo de aprendizagem conquistam uma maior produtividade e engajamento dentro dos seus squads.


A Educação Corporativa 4.0 serve também como estímulo para o compartilhamento de conhecimento. A mudança de ensino pode ser significativa e transformadora dentro de uma organização que passa a contar com processos mais ágeis, objetivos e flexíveis, com a ajuda da cultura do aprendizado contínuo, por exemplo.


Existem inúmeras possibilidades de incluir a Educação Corporativa 4.0 nas organizações:


Micro-learning


Entre os métodos aplicados na Educação Corporativa 4.0 está o micro-learning, que traz aprendizados rápidos e dinâmicos aos squads.


Nesta prática, os conteúdos podem ser apresentados de diversas formas: games, áudios, vídeos, testes.


A metodologia pode ser aplicada para a liderança e colaboradores permitindo a criação de um ambiente mais saudável e colaborativo.


Flipped classroom


Outra metodologia utilizada é a flipped classroom (em português, aula invertida). O conceito tem como base o ensino híbrido e estimula a troca de informações.


Na prática, o profissional passa a ter acesso direto ao conhecimento e o mestre atua como orientador e mentor. Dessa forma, cria-se um espaço de aprendizagem dinâmico e interativo.


Como é a aplicação prática?


A Educação Corporativa 4.0 já se mostra como uma grande tendência entre as organizações que visam aumentar a sua vantagem competitiva e construir um time de talentos produtivo e eficiente.


Daniel Caminha, sócio-fundador do Estúdio Nômade, revela que o primeiro passo é investigar quais as necessidades que se têm de desenvolver na parte técnica, os conteúdos que precisam ser transmitidos. Então, é projetada uma jornada que tem duas camadas. A primeira, com conteúdo técnico e a segunda que envolve o comportamental.

“Realizamos uma avaliação que utiliza ferramentas de avaliação comportamental, tanto a ferramenta em si, quanto o que chamamos de heteropercepção, que seriam coletar os olhares de colegas sobre as qualidades e necessidades de desenvolvimento daquela pessoa. Reunimos um perfil do colaborador e entregamos uma análise daquele perfil comportamental”, explica Daniel.

A partir disso, a jornada é dividida em três etapas: sensibilização, instrumentalização e experimentação. Após, é realizado um desenvolvimento reflexivo e propositivo. Ou seja, além de oferecer conteúdos técnicos, também são propostos desafios, que podem ser mais ou menos conectados ao longo da mentoria, a depender das características do grupo, podendo ser algo mais aplicável à sua realidade ou genérico.

De acordo com Daniel, ao longo dessa evolução, são trabalhadas a camada de aprendizagem técnica e a camada reflexiva. Esta última atua no desenvolvimento de comportamentos, atitudes, forma de comunicação e o modo de reagir às pressões.

“Este é um processo muito importante, uma vez que envolve diversos aspectos relacionados à Inteligência Emocional, adaptado às necessidades do grupo, seja formado por pessoas que não dialoguem no dia a dia ou que trabalhem juntas.”


Quer promover o desenvolvimento comportamental do seu time? A Nômade pode te ajudar com o processo de Team Building: conheça nossas soluções e entre em contato.




62 visualizações

Комментарии


bottom of page