• Nômade

Transformação ágil: como a organização pode obter maior sinergia e aumentar a agilidade?

Atualizado: 19 de jul.

Formar squads especialmente selecionados para cada projeto é uma estratégia para gerar valor evolutivo


Os métodos, ou metodologias, ágeis são conhecidos como uma maneira das organizações acelerarem as entregas de seus projetos. A base do seu funcionamento é o princípio de fracionamento das entregas de valor para o cliente em menor tempo, fazendo com que seja possível corrigir eventuais problemas mais rapidamente ao longo do desenvolvimento, além de permitir mudanças no planejamento com maior agilidade. Apesar do conceito de métodos ágeis ter se originado em contextos de equipes de desenvolvimento – principalmente voltados para a área tecnológica –, ele pode ser aplicado e adaptado em qualquer tipo de projeto.


O foco dessa estratégia é aumentar a produtividade ao elevar o valor gerado pelas entregas de maneira evolutiva, ao mesmo tempo em que visa a entrega do produto final no menor tempo e com a maior qualidade possível.


Uma organização que deseja investir em sua transformação ágil deve ter um foco especial para o Team Building, priorizando a formação de equipes (squads) que adquiram sinergia e que aplicam práticas de cocriação para acelerar processos.






Métodos ágeis no contexto organizacional: cocriação

Atualmente, há um grande interesse das organizações em trabalhar em direção à chamada “transformação ágil”, ou seja, à implementação dos métodos ágeis em seus processos e cultura de trabalho praticado dentro e fora da organização. Esse é um grande desafio que está relacionado com a ideia de inovação ao propor mudanças que são necessárias para estruturar as práticas de trabalho de encontro a essa transformação.


Na Nômade, entendemos o campo da agilidade como algo totalmente conectado com um olhar abrangente e estratégico dentro do contexto de cada organização. Logo, conseguimos enxergar diferentes formas de como a organização pode se instrumentalizar para conseguir sustentar uma transformação ágil. Sempre estaremos falando do desenvolvimento de pessoas, da reformulação de processos e formas de execução das tarefas no intuito de entregar mais valor e inovação, a partir daquilo que a organização oferece enquanto produto/serviço.



Team Building: formando squads para sincronia e agilidade

Quando conectamos a agilidade com o Team Building, temos uma atividade que possui a capacidade de instrumentalizar e culturalizar de uma maneira muito prática e rápida os times que já existem dentro das organizações. O Team Building é capaz de realizar um trabalho no sentido de sensibilização, focado em fazer as pessoas entenderem como trabalhar orientadas por métodos ágeis, entendendo o que deve mudar em relação ao que era feito antes e qual deve ser a nova perspectiva a ser colocada em prática ali.


Da mesma maneira, os momentos de Team Building também servem para instrumentalizar a organização, trazendo novas ferramentas e habilitando as pessoas a trabalharem com elas. As atividades de Team Building são grandes aliadas para que a organização consiga desenvolver a sua própria transformação ágil na prática, proporcionando diferentes momentos para que as pessoas possam aprender novas skills.


Não existem condições ideais para que uma organização tenha sinergia entre os times, pois as organizações são compostas por pessoas. Portanto, produzir a sinergia ideal será sempre um trabalho constante de desenvolvimento, alinhamento e refinamento, o que já é o esperado nesse tipo de abordagem. É necessário haver uma cultura de constante aprimoramento, que se proponha a revisitar, realinhar e olhar para as coisas buscando formas diferentes de agir diante dos acontecimentos. Esse é o princípio da ideia de “entregas rápidas e evolutivas”, quando os times estão sempre se provocando a evoluir e a entregarem cada vez mais valor.


Portanto, a condição ideal de sinergia entre os times tem relação direta com o aprendizado constante, pois ele nunca pára. Nesse sentido, é fundamental que tenhamos uma atribuição de papéis e funções a serem desempenhados pelas pessoas em função dos diferentes conhecimentos e experiências que elas carregam. Só assim é possível sustentar o padrão de entregas desejado dentro de um esforço de gerar valor constantemente.



Squads

Tendo isso em vista, a formação dos squads se trata de uma maneira de organizar os times em função da perspectiva da agilidade, levando em consideração a diversidade de conhecimentos e expertises que precisam existir para realizar cada entrega em questão. Isso pode envolver tanto pessoas de diferentes áreas, quanto pessoas da mesma área porém com diferentes perfis, dependendo muito da maneira que fará mais sentido para a organização adotar como prática de trabalho em determinado projeto.


Podemos entender os squads como uma formatação de diferentes pessoas, orientadas para trabalharem de uma forma evolutiva, realizando entregas de valor constante, com uma mentalidade aberta para mudar o direcionamento das entregas conforme aquilo que se mostrar mais adequado em certo momento da organização – pois há uma abertura para a mudança de acordo com os acontecimentos.


Outro fator importante para entender os squads é a noção de autonomia de cada pessoa, e como ela percebe a necessidade de mudanças na prática. Uma squad funcional exige uma grande maturidade dos profissionais envolvidos, pois eles precisam internalizar o seu grau de autonomia para conduzir o projeto. Nesse aspecto, a pessoa mais importante será aquela que consegue traduzir e orientar as entregas da squad, dando autonomia para que as pessoas entendam suas responsabilidades e funções e realizem a entrega da melhor forma possível.




Sua organização precisa fazer uma transformação ágil? A Nômade possui uma grande experiência nessa área, com a nossa atuação em projetos de Estratégias de Marcas e Serviços e também de Team Building, onde aplicamos diferentes ferramentas e abordagens do design e da agilidade para inovar processos, desenvolver pessoas e times e impulsionar os negócios dos nossos clientes.


Entre em contato para trocarmos ideias!



34 visualizações